E se a gente soubesse


E se a gente soubesse

Que um dia morria

O que mudava?

De que forma vivia?

E se a gente soubesse

Que um dia morria

Que loucura tentava?

Que sonhos buscaria?

E se a gente soubesse

Que um dia morria

Será que se perdoava?

E a perfeição esquecia?


E se a gente soubesse

Que um dia morria

Com o que se importava?

E o que esquecia?


E se a gente soubesse

Que um dia morria

Com a vida brincava?

E menos sério seria?

E se a gente soubesse

Que um dia morria

Dizia que amava?

Cafuné todo dia?

E se a gente soubesse

Que um dia morria

Que briga relevava?

O que perdoaria?

E se a gente soubesse

Que um dia morria

O ego se acabava?

O amor reinaria?

E se a gente soubesse

Que um dia morria

Que caminhos tentava

E não mais se escondia?

E se a gente soubesse

Que um dia morria

Que assuntos puxava

Que vergonhas perdia?


E se a gente já sabe

Por que tanto adia?

Que a morte seja palavra

Que te lembre da vida.