A corrida é uma metáfora da vida

23.11.2017

Em junho de 2017 (esse ano que já se encerra e provoca um sentimento de EITA em nossos corações), decidi que correria uma meia maratona. A minha primeira. Treinei com força e também pressa, já que a prova seria em menos de dois meses.

 

SERIA, do verbo deu certo não. Na semana anterior à corrida, quando já me sentia relativamente segura (e segurança, amigos, é um fenômeno que me ocorre a cada ano bissexto), tive apendicite. Aquele pedacinho de bosta nenhuma, tão útil quanto domingo de ressaca e cravo no beijinho, resolveu inflamar. Perdi minha primeira meia maratona, mas ganhei meu primeiro parto. É como dizem: Deus fecha uma porta e abre uma barriga. Dei à luz um pequeno e lindo menino (se você é meu apêndice e tiver lendo este texto, entrar em contato).

 

Pós recuperação da apendicite e de volta aos treinos (um pouco frustrada, confesso), consegui cumprir o desafio algum tempo depois. Corri a meia em novembro. 

 

Durante a prova, tive uma certeza: correr é como a jornada da vida.

 

"Para mim, se há algo que a vida se resume, é o movimento. Viver é continuar em movimento".

 

A despeito de tudo que pode nos paralisar (calos do passado, feridas mal curadas e, pior, dores que chegam de repente), seguimos. O corpo às vezes falha, a cabeça pensa em desistir. Mas vem uma forcinha lá de dentro, sabe-se lá conseguida como, nos empurrando pra frente.

 

Ainda que você não corra, também tem essa força. Se você está aÍ, vivão, sei que já sobreviveu às suas piores dores. E continuou em movimento. Sem desistir. Olhou pra frente e foi. 

 

Orgulho do caminho percorrido? Sempre. Mas sem apego. Sabemos que ele ficou. Outros virão. São inúmeras as possibilidades de percurso. Às vezes a gente só enxerga aquela entrada à direita, mas logo ali tem um atalho surpresa. A vida oferece saídas por todos os lados.

 

Não estamos aprisionados. 

 

Sei que é difícil enxergar a própria estrada sob novas perspectivas. Outras direções dão medo.

 

Mas, tão vital na corrida quanto na vida, importante é respirar. Calma e profundamente. Deixar os pensamentos virem. E irem. Assim como você, eles também estão estão em movimento. Não há por que te paralisarem. 

 

O grande desafio é concentrar-se no presente.

 

E aproveitar a jornada.

 

Please reload

© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com