Vamos com amor?


Em tempos de: pedofilia x arte, reorientação sexual x aceitação, bolacha x biscoito, comer coxinha pela ponta x pela bunda, entre outras tretas da humanidade contemporânea, eu só tenho um singelo pedido a fazer pra vocês, caros amiguinhos virtuais: vamos nos tratar com mais amor?


Inevitavelmente, alguém vai pensar diferente de você. Vai gostar do que você não gosta. E deixar de lado a borda da pizza. Comer feijão embaixo do arroz. Chamar mandioca de aipim. Não simpatizar com o axé. Ser tradicional. Ser artista. Ser.


Que coisa linda é a gente ser. O que quiser.


Que coisa már-linda é a gente ser tão diferente um do outro, né, humaninhos? Afinal de contas, "o que seria do amarelo se todos gostassem do azul"?


Tudo fica mais leve quando a gente encara a vida com amor. Até as tretas.


Inauguro aqui o verbo Amortivizar, do Marianês: relativizar com amor.


Na Antropologia, relativizar é entender que cada um vem de um contexto cultural próprio. É olhar pro outro sem considerar somente o ponto de vista de quem olha, mas de quem é olhado. Pentrar no mundo alheio sem preconceitos.


Vamos amortivizar! Ouvir com mais carinho. Lembrar que todos viemos de um mundinho próprio de dores, perrengues e amores. "Todas as pessoas que você conhece estão enfrentando batalhas que você não sabe nada a respeito. Seja gentil sempre".


Sejamos canais de luz e alegria para todas as pessoas a nossa volta. Bora inundar esse mundão com leveza e amor.

© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com