Feliz Natal!


Quando éramos crianças, o fim de ano chegava depois de muita expectativa: ficávamos de férias da escola, íamos desacelerando aos poucos, tínhamos o nosso ócio criativo e esperávamos ansiosos pela chegada do Papai Noel, que aparentemente vinha a pé, cantando na chuva.


Agora o Papai Noel chega de Uber, dando voadora, não oferece nem balinha.


A gente cresce e o fim de ano apenas chega. Sem dar aviso, sem tocar campainha, sem deixar que a gente arrume a casa antes dele entrar. Ele bate como aquela terceira dose de vodka, que te derruba de repente e faz você se tocar que deveria ter ido mais devagar.


Pois é, o fim de ano bateu.


O Natal, que antes criava um climinha, agora já chega sentando pra jantar sem nem perguntar se a gente está pronto. Eu mesma não estava preparada, não tinha, ainda, mergulhado na Dialética de Simone então-é-natal-e-o-que-você-fez.


Agora, portanto, só me cabe desejar um Feliz Natal a todos, mesmo que aos 45 do segundo tempo, já com o Papai Noel dando chutão e pedindo pra Jesus erguer o braço.


Desejo a você um Natal de paz (tel), tolerância (à lactose), respeito (de chester). Um Natal de felicidade e harmonia pra quem já é maduro pra en (tender) que uva passa é amor.


Que você possa acreditar que ano que vem tudo pudim ser diferente.

Que saiba que ódio e rancor não levam a (raba) nada.


Que não demore pavê o tanto que a sua vida é maravilhosa.


© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com