Domingo


Ele começa inofensivo. Seus primeiros minutos são agradáveis: batem como uma brisa leve pela manhã, com sopros de alegria e tranquilidade.


(A não ser que você esteja de ressaca. Neste caso, a brisa vem como um soco no estômago, que revira seus olhos, derruba sua cabeça, estapeia sua cara, vomita sua biles).


O domingo começa bem. “É um dia de folga”, você pensa. Não há por que temê-lo. Domingos são do bem. Domingos são amigos. Há pessoas que se chamam Domingos. Há sorvetes que se chamam Sundays. Tem o Dominguinhos! Domingos podem ser legais.


Podem?


Até começar a escurecer. O sol vai embora e eu vou sendo atacada pelo o que apelidei carinhosamente de BLINGOS. Blues de domingos.


É uma sensação inexplicável. Eu amo a minha vida, o meu trabalho, a minha rotina. Mas às 18h de domingo eu enxergo tudo embaçado. Tudo que vejo é uma segunda-feira enorme, pesada e feroz batendo na porta, vindo me pegar. Lá vem ele, o Voldemunda, o Voldemort da segunda.


Começam as vídeo-cassetadas. O primeiro tombo é o do seu humor, que já está lá embaixo.


Mais rápido do que você imagina, chega a música do Fantástico. Aí só sobrevivem os fortes. Bate o desespero e a vontade de fugir no primeiro trem de volta pra sexta-feira.


Os sintomas evoluem.


Primeiro sintoma:

Nostalgia. Você começa a se lembrar de como era feliz na sexta e não sabia.


Segundo sintoma:

Negação. Você custa a acreditar que o fim de semana está mesmo acabando. Será possível que passou tão rápido?


Terceiro sintoma:

Aceitação. É, acabou mesmo.


Quarto sintoma:

Fome. Você lembra que segunda-feira é o dia mundial da dieta e começa a armazenar todo o estoque possível de gordices no seu corpo, tal como um urso polar prestes a hibernar.


Quinto sintoma:

Olhos abertos. Você evita dormir cedo. Enquanto seus olhos não fecharem, a segunda-feira não chega. MANTENHA OS OLHOS BEM ABERTOS.


Sexto sintoma:

BLINGOS. É oficial. Deu ruim. Aqui você já foi contaminado pelo blues de domingos. Você deixa de enxergar em cores e passa a ver tudo em preto e branco. Pensamentos como "minha vida não faz o menor sentido" começam a te assombrar.


O blingos só passa quando chega a segunda-feira e você vê que nem foi tão ruim assim. Sua vida, aparentemente, faz sim o maior sentido.


O que não faz sentido, como dizem por aí, é a sexta-feira ser tão colada na segunda, e a segunda tão longe da sexta-feira.


© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com