Um metro e meio

“Ela é um aereoró pleaplan neonó, um avião”. De pequeno porte.


Eu podia estar matando, eu podia estar roubando, mas só estou pedindo ajuda pra colocar a mala no bagageiro do avião. Nessa hora não tem um puto que se ofereça. A gente é obrigada a contar com a força do pulo para acertar a mala no compartimento da aeronave. Segura na mão de Deus e joga a mala pro alto. Cesta!

O mundo não foi projetado para baixinhas.


Se você é baixinha, provavelmente já passou aperto tentando enfiar a desgraça do cartão pra abrir a cancela do estacionamento. Você fica naquela situação lamentável, pendurada igual a um macaco entre a janela e o buraquinho do cartão, tentando se projetar como um míssel para frente. E na maioria das vezes ainda é obrigada a sair do carro e inserir o cartão em pé, fazendo cara de mini_princesa.


“Uma deusa uma louca uma feiticeira, ela é demais”. Quando encosta o pé no chão sentada na cadeira, meu Deus ela é demais.


Há um artigo na Constituição que proíbe toda e qualquer baixinha de saber quem está entrando na sua casa. “É vedado o acesso ao olho mágico, salvo por meio de cadeira, balde, pezinho e/ou outros”. A pena varia de um a dois anos em regime semi-aberto de salto (só pode usar a noite).


“Como é que uma coisa assim machuca tanto… e toma conta de todo meu ser?” É um salto imenso que partiu o meu dedão, é a dor mais funda que uma unha pode ter.


Um dos momentos mais marcantes da minha vida foi na Páscoa, quando consegui pegar um ovo Diamante Negro tamanho 21 no céu do supermercado. O outro foi quando enxerguei o que estava dentro do microondas, em 05 de outubro de 2013.


Falando em enxergar, não importa em que show esteja, só vejo cabeças. Harry Potter já dizia: bora beber porque enxergar tá foda. “Pela janela do quarto, pela janela do carro, pela tela, pela janela, quem é ela, quem é ela?”. Eu vejo tudo tampado.


Shimbalaiê quando vejo alguém mais baixo que eu, shimbalaiê toda vez que compro calça e não preciso fazer barra.


Nas manifestações do ano passado, quase falei “não é por 20 centavos, é por mais 20 centímetros”. Vida de baixinha não é fácil. “Mas se quer saber se eu quero outra vida… Não, não”.

© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com