O misterioso mundo da gramática

Toda vez que vou escrever um texto, mil regras de português passam pela minha cabeça. Imagino a gramática como um mundo à parte, no qual cada regra é um peido que faz barulho e atrapalha a sua vida.

A Crase, por exemplo, é aquela tia mal amada que já chega no bar pedindo duas doses da marvada: “ninguém sabe pra quê que eu sirvo, cara. Me usam quando bem entendem, me jogam fora em um instante, sou um objeto sexual. Ninguém gosta de mim. Não curtem minhas fotos no instagram, não me mandam pornografia no whatsapp. Às vezes um substantivo masculino me chama pra sair, mas você sabe que eu gosto é de mulher. Desce mais uma que hoje eu vou beber até virar hífen”.


O Cê Cedilha escuta a história de longe e só pensa “pelo menos você não é chamada de minhoquinha…”.

De vez em quando eu recebo a visita ilustre dos quadrigêmeos Por que, Porque, Por quê e Porquê, que já chegam pedindo desculpas: “se você soubesse o que a gente passa… Ninguém sabe quem é quem, todo mundo nos confunde, nem eu sei por que (?) existo. Um brinde à inutilidade de nós quatro!”.


Já pelo Acento Agudo eu nutro certa simpatia. O imagino como um cara magro, esbelto, garanhão, paga rodada de tequila pra todo mundo. É aquele playboy que tira onda por se dar bem com todos, não tem quem não goste dele.


A Vírgula também é charmosa e sedutora, mas volta e meia é vista na balada separando briga entre o Sujeito e o Predicado. Tem gente que põe Vírgula em tudo, é um esquema meio Vírgula com nome na lista entra de graça na frase até meia noite.


Mas minhas preferidas são as Reticências, com elas não tem erro, são feministas: “Meu corpo, minhas regras”. E o Circunflexo, que foi flagrado bêbado na festa gritando: “Chapéu do vovô é o caralho!”.


Se eu fizesse parte do misterioso mundo da gramática, provavelmente seria um verbo transitivo, tristonho e carente de complemento. Ou talvez uma daquelas orações substantivas objetivas e diretas, nada de enrolação.


Mas acho que sou mesmo Sujeito Indeterminado.

© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com