Sobre os mini ataques cardíacos

21.11.2013

Bem amigos da Rede Globo, está começando mais um GUEEEENTA CORAÇÃO. Estrelando o programa de hoje: Mariana, analista sênior de pepinos, descascadora técnica de abacaxis. Especialista em taquicardia.

 

Frio na barriga e suadeira são seus companheiros desde os tempos mais remotos da infância, em que prendia sem querer o Yakult na boca e tinha um MINI. ATAQUE. CARDÍACO. Lactobacilos vivos e Mariana morta.

 

Os mini ataques cardíacos são inserções de terror e pânico no seu dia a dia. Costumam acontecer em momentos de distração, e quando você menos espera, pá pum, acaba de grampear seu dedo (exemplo fictício).

 

Haja coração!

 

Imagine que você esteja aí sentado, lendo este texto, tranquilidade, só love, só love. Você começa a balançar a cadeira para frente e para trás.

 

De repente a cadeira sai do eixo e você se vê pairando no ar, com os pezinhos agitados tentando encontrar Jesus o chão. Você está suspenso, seus olhos do tamanho de duas bolas de futebol, vida por um fio. É teste para cardíaco, amigo! Você errrrrrrrgue os braços até que a cadeira retorna para frente e sim, você acaba de escapar da morte, mas não de um MINI. ATAQUE. CARDÍACO.

 

O mesmo vale para aquele momento em que você acorda no meio da madrugada, dá um salto de capoeira seguido de um duplo twist carpado e alcança o relógio com o coração batendo a mil, tendo certeza de que está atrasado, mas ainda são três horas da manhã. Isso pode, Arnaldo?

A regra é clara: se o assunto é mini ataque cardíaco, a Lady Murphy começa a gostar do jogo. Se derruba água, o computador está ao lado. Se experimenta anel na loja, ele entala – e ele é perigoso, amigo! Achou que tem mais degrau na escada, não tem. Se lembrou de aniversário de um amigo, já passou. Se te pediram um documento, você perdeu. Se mandou e-mail importante, foi errado. Se “vou cortar só as pontas”, deceparam sua cabeça. Segura, coração!

 

Bem amigos, vai chegando a hora de encerrarmos nosso programa. Esperamos que você não tenha, no seu dia de hoje, nenhum MINI. ATAQUE. CARDÍACO.

 

Cuide de seu coração, pois já diria Chaves: é preferível morrer do que perder a vida.

 

Please reload

© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com